Resenha: Fãs do Impossível

Poucos livros me marcaram como a obra de Kate Scelsa. Fãs do Impossível é delicada e ao mesmo tempo recheada de temas sombrios, bem humorado mesmo se tratando da tristeza em diferentes níveis, emotivo mesmo que passe por lugares frios e pessoas perdidas.
Mas é justamente nesse ponto em que o livro encontra sua beleza, na amizade fortalecedora de três adolescentes quebrados, lutando diariamente contra seus demônios internos e externos. É um livro sobre amor e amizade acima de tudo, como três vidas se cruzam da pior forma possível para se ajudarem a encontrar sentido na vida em que os rodeia.

Fãs do Impossível - Kate Scelsa - trecho
A parte de trás do livro. Foi o que me fez me apaixonar a 1ª vista.

São três tipos de narrativa, todas do ponto de vista de um personagem, passando de primeira, à segunda, à terceira pessoa de acordo com o arco contado. De início pode parecer confusa a troca, mas o texto é tão rico que a leitura se torna fluída e orgânica.
Mira, a primeira personagem apresentada, é uma garota que após um tempo internado na ala psiquiátrica de um hospital, por ter tentado suicidio, deve lidar com os desafios de voltar ao “mundo normal” (que também é posto em xeque), dentro de um lar frio e distante, numa nova escola com o peso e a angústia de superar sua irmã mais velha, a brilhante aluna de Direito de Harvard, enquanto Mira quer fazer a graduação de Artes. O mecanismo de defesa de Mira é seu estilo fashionista barato, vintage glam, cheio de referências. Mira odeia seu corpo, mas tenta enfrentar o problema amando tudo que coloca sobre ele.
Sebby é o segundo personagem a ser apresentado na trama. Mira e Sebby se conheceram na ala psiquiátrica, cenário do início da amizade que manteria ambos minimamente fortes para encarar a procura por um sentido. O arco da história de Sebby é o mais carregado de drama, o mostrando em um lar temporário sem estrutura alguma para lidar com alguém como ele. Sebby é gay e mora em um lar religioso ligado à igreja da cidade. Ao decorrer da trama vemos que a história de Sebastian é obscura desde sua infância e ao final, graças à escrita de Scelsa, entendemos sua tregetória.

Fãs do Impossível - Kate Scelsa - trecho
Um dos meus trechos favoritos do livro 💙

Jeremy é o terceiro protagonista e quem narra a história. Filho de uma casal rico, de sucesso, bem estabelecido na cidade, porém gay, Jeremy sofre preconceito por ser quem é e amar que ama. É com o arco de Jeremy que presenciamos o início do que será pano de fundo para toda a história: as crueldade do microcosmos que é o ensino médio.
Há uma quarta personagem presente no arco dos três protagonistas: a depressão. A coloco como personagem pela descrição maestral e sublime com que Kate Scelsa faz da doença. Quem já teve algum tipo de experiência com o terror e a luta constante que acompanham a descompensação química, se encontrará em diversos trechos, que o fará rir e chorar.
A lição principal do livro é compreensão e essa vem e forma do professor de Mira e Jeremy, Peter, o único adulto disposto a ajudar e compreender essas crianças.

Fãs do Impossível - Kate Scelsa - capa
A capa fofa.

Já a história como um todo tem um quê dos filmes de John Hughes, sendo uma referência silenciosa, desde os figurinos de Mira até a descrença nas crianças por parte dos adultos, que são forçadas a buscar seus caminhos de forma independente e tortuosa.
Fãs do Impossível é uma ode à adolescência de uma geração, com sua nostalgia, cultura pop, terrores e amores. A obra em si parece ter sido criada para ser nossa amiga, compreensiva e encorajadora, durante os momentos nebulosos. Fãs do Impossível é atual e arrebatadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *